Liberada segunda parcela do Goiás na Frente para 21 prefeitos

O vice-governador José Eliton liberou nesta segunda-feira, dia 10, a segunda parcela dos convênios celebrados entre o Governo de Goiás e prefeituras por meio do programa Goiás na Frente, em evento no Auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. José Eliton entregou a segunda parcela a 21 prefeitos, e a primeira parcela a outros 11 que se credenciaram para recebê-la. “Goiás está vivendo um cenário diferente do Brasil. Respira desenvolvimento e pujança”, afirmou, em discurso que antecedeu o repasse dos recursos.

Ele ressaltou que, dos 246 municípios goianos, 34 já conseguiram acessar os recursos do Goiás na Frente, porque apresentaram as certidões em dia e toda a documentação necessária para garantir o repasse. “Nós já assinamos convênio com 80 cidades, e temos em caixa os recursos para os 246 municípios. É preciso que as prefeituras agilizem a documentação para recebê-los”, frisou.

Secretário de governo, Tayrone Di Martino confirmou que o governo estadual tem se dedicado diuturnamente para concretizar o repasse de recursos aos municípios, mas só consegue efetuá-lo com a entrega pelas prefeituras da documentação exigida por lei. Ele afirmou que mais 20 cidades estão com processo em andamento, e devem receber suas primeiras parcelas na próxima semana, caso consigam dirimir os impedimentos legais.

José Eliton reiterou que o programa Goiás na Frente está sendo possível graças ao ajuste fiscal realizado pelo governo estadual, que garantiu volumoso aporte de recursos aos municípios, enquanto a maioria dos estados brasileiros encontra dificuldades para cumprir com suas obrigações administrativas. “Às vezes ouvimos falar, na oposição, que o governo estadual está assumindo um compromisso sem ter condições. Se o Estado não tivesse condição fiscal adequada, não teríamos criado este programa. O Goiás na Frenteé uma realidade que tem se mostrado diariamente. É um compromisso que temos com todos os municípios goianos, de ajudá-los a desenvolver suas administrações. E é uma alegria para mim e para o governador Marconi ver as máquinas trabalhando”, disse, lembrando que os recursos entregues hoje já caíram na conta das prefeituras.

Ele ressalvou que até setembro terá percorrido, junto com o governador Marconi Perillo, todos os 246 municípios, e que no dia 18 de julho será lançado o Goiás na Frente Habitação. “Já temos 54 cidades aptas a celebrar os convênios para moradias. Serão mais mil casas”, informou.

Prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin discursou representando as prefeituras atendidas hoje com recursos do Goiás na Frente. “O Governo de Goiás é sensível às dificuldades que as prefeituras enfrentam. É municipalista, e tem dado às prefeituras a liberdade delas escolherem onde aplicar os recursos. Quero agradecer em nome dos prefeitos, e dizer da certeza de que esses recursos vão atender as maiores necessidades de nossos municípios”, declarou.

Foram os seguintes os municípios que receberam a segunda parcela: Acreúna (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Aloândia (R$ 175 mil de R$ 1 milhão); Cachoeira Alta (R$ 157.139,00, de R$ 1.571.388,00); Gameleira (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Guapó (R$ 250 mil, de R$ 2,5 milhões); Guarani de Goiás (R$ 200 mil, de R$ 1 milhão); Indiara (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Itapuranga (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Itumbiara (R$ 500 mil, de R$ 5 milhões); Jataí (R$ 500 mil, de R$ 5 milhões); Jesúpolis (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Jussara (R$ 130 mil, de R$ 1,3 milhão); Maurilândia (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Morro Agudo (R$ 166.667,00); Nerópolis (R$ 300 mil, de R$ 2 milhões); Padre Bernardo (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Paraúna (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Porteirão (R$ 175 mil, de R$ 1 milhão); São João D’Aliança (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Turvelândia (R$ 140 mil, de R$ 700 mil); Uruaçu (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Vianópolis (R$ 267.090,00, de R$ 3.205.071,00), e Jaraguá (R$ 279.860).

Receberam a primeira parcela: Goianira (R$ 412.500,00, de R$ 4.125.000,00); Ipameri (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Mossâmedes (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Serranópolis (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Trindade (R$ 484.714,64, de R$ 4.847.146,00); Ceres (R$ 50 mil, de R$ 500 mil); Edéia (R$ 197.742,97, de R$ 1.977.429,00); Itapaci (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Luziânia (R$ 1 milhão, de R$ 10 milhões); Santo Antônio de Goiás (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Nova América (R$ 84 mil de R$ 500 mil).

 

Fonte: Goiás Agora

 

Veja Também


Compartilhe